terça-feira, 15 de julho de 2008

me dê motivo

Que coisa estranha isso, um blog vazio. Ando sem motivos - nobres, fúteis, coloridos-divertidos pra postar. A vida vaimuitobemsimsinhôobrigadanãoqueroquecêleiaminhamãonão, mas não sei. Algo falta. Falta não, é ausente, pra honrar aquele texto-mantra do Drummond que lembro sempre quando sinto essas, as ausências, e que talvez em um dia colorido eu poste aqui.
No mais, monografia indo, projetinho bacaninha indo, cursos e idiomas e coisas pra se tornar uma publicitária-pesquisadora feliz iiiindo.
Que coisa isso da vida, da gente mudar de perspectiva a toda hora. É aquela velha sina do referencial, né? tudo depende dele (ok, o Stephen Hawking sentiria dor no estômago com essa).


Só permanece isso, essa vontade louca de ler Caio.
Talvez represente algo, bem mais do que essas ausências todas.
né?